JORNAL DA CAPITAL
Alex Henrique
players

UFS e IFS se pronunciam sobre perfil criado em rede social que denuncia estudantes das duas instituições

Sergipe - 05/06/20 às 09:49h

Um perfil criado em uma rede social, na manhã desta quinta-feira (4), e desativado horas depois, expôs vários estudantes da Universidade Federal de Sergipe (UFS) e do Instituto Federal de Sergipe (IFS) sob a acusação de que eles teriam fraudado o sistema de cotas raciais durante os processos seletivos nas duas unidades.

 

Segundo a UFS, as pessoas acusadas de fraudar o sistema serão incluídas em uma lista que vai entrar na pauta de reunião da comissão responsável pela verificação étnica e racial dos candidatos que ingressam na instituição por meio das cotas raciais. E os denunciados, caso seja necessário, se apresentarão à comissão para verificação da denúncia.

 

O IFS informou que nos últimos anos não recebeu nenhuma denúncia oficial com necessidade de apuração dos fatos. E entende que a apuração de denúncias oficiais somente deverá ser realizada possibilitando a ampla defesa e o contraditório.

 

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), a informação é que foram recebidas, até a tarde de desta quinta-feira, 11 denúncias de fraude nas cotas raciais para ingresso na UFS. O MPF disse que instaurou procedimento inicial de investigação para realizar as apurações sobre as denúncias.

 
por G1SE



últimas notícias