Preocupada com a ameaça de fechamento da Maternidade São José no município de Itabaiana, região centro-sul do estado, a deputada Maria Mendonça (PP), fez um apelo ao Governo do Estado, durante discurso no pequeno expediente da sessão plenária na manhã dessa terça-feira, 1º de março, que volte a repassar os recursos para aquela casa de saúde que atende a população de Itabaiana e toda a região. “O Município tem feito o repasse de cerca de R$ 590 mil por mês e desde outubro o Governo suspendeu o repasse no valor de R$ 44 mil. A maternidade está com um déficit de R$ 200 mil”, revelou.

Ainda segundo, Maria Mendonça, no ano passado a direção do hospital se reuniu com o secretário da Saúde Zezinho Sobral e houve a promessa de regularizar e reajustar o repasse, mas há cinco meses não aumentou e suspendeu. “Diante da crise do ano passado nos antecipamos e pedimos que o Estado olhasse com cuidado para não deixar interromper o atendimento na maternidade. O valor do repasse que cabe ao Governo é de R$ 44 mil por mês, em setembro reduziram para R$ 15,00, em outubro suspenderam”, reafirmou.

Funcionando há 57 anos e realizando 12 mil procedimentos por ano prestando atendimento, não só a população de Itabaiana, mas toda a região e os municípios vizinhos da Bahia e Alagoas, Maria Mendonça disse que as mulheres vão ficar desassistidas. “Peço o apoio dessa Casa Legislativa e da Comissão da Saúde, no sentido de sensibilizar o Governador Jackson Barreto e o secretário da Saúde para regularizar o repasse das verbas. Essa é uma luta de toda a população que precisamos ajudar evitando mais um caos na saúde”, ressaltou.

A parlamentar informou que amanhã (2), haverá uma reunião no Ministério Público Estadual com todos os responsáveis na tentativa de encontrar uma saída para essa crise. “A maternidade é prioridade para o povo”, concluiu.

Por Glice Rosa – Agência Alese de Notícias